20180809_100039.jpg

Pilares Estratégicos

RELEVÂNCIA

ao passo que a igreja se envolve mais com sua própria comunidade, ela é naturalmente percebida como um agente social valorizado naquele lugar. Essa percepção da comunidade tende a abrir mentes e corações para a proposta do evangelho. Nosso objetivo enquanto organização, é colaborar com as pequenas comunidades cristãs em meio aos povos não alcançados para que elas se tornem mais relevantes em seu próprio contexto.

EFICIÊNCIA

Entendemos que a forma tradicional de evangelismo em meio a povos não alcançados, feita por missionários estrangeiros, é ainda muito necessária. Entretanto, nossa organização acredita que treinar, capacitar e encorajar cristãos locais é a forma mais eficiente de cumprir a tarefa deixada por Jesus. Os nativos não precisam aprender a língua, a cultura e a religião local, e por isso, eles são os agentes ideais para comunicar o evangelho de Cristo sem barreiras contextuais.

AUTOCTONIA

O relacionamento da ETNOS com a igreja local não promove dependência e valoriza o protagonismo da igreja nativa. A igreja local não deve depender de elementos externos para executar a Grande Comissão. Uma igreja que deseja proclamar o evangelho para sua própria cultura deve ser capaz de se autogovernar, de evangelizar, de se sustentar, de produzir teologia, de se doar e de ter sua própria identidade cultural. Tudo o que fazemos deve refletir essa convicção.

Empoderar igrejas nativas em meio aos povos não alcançados é o coração da Etnos.

Acreditamos que essas comunidades são melhor equipadas para a evangelização do seu próprio povo.